Tony Correia
Visão
Objetivo
Currículo Tony Correia
ADEPI - Arte e    Desenvolvimento

“Beijo de Mãe” – uma história de Amor

Há  milênios que o "Beijo da Mãe" tira a dor do machucado! Este “milagre”  tem hoje uma explicação científica! 
Ao dar amor, a mãe produz Ocitocina – o hormônio do amor – que por sua vez leva o filho a produzir Endorfina, que adormece a dor  e dá uma bela sensação de prazer!
Que ao terminar 2016 – com tantos machucados – estejamos dispostos, no novo ano, a dar mais amor, mais ternura, mais carinho, a dar ao próximo um abraço “ocitocínico” e o “beijo de mãe”... que cura as feridas!!!

Receba meu  abraço e o "beijo de mãe"!

“Beijo de Mãe” – uma história de Amor *

Ao colo da mãe, o menino Jesus dormita, enquanto a mãe vai à fonte, em Nazaré. O barulho da água desperta o menino, que logo pede à mãe para o por no chão. Maria assim faz e Jesus sai correndo para brincar com a água que jorra da bica. As pedras estão molhadas, Jesus escorrega, cai, raspa o joelho e, machucado, chora de dor!

Maria, reage  “Jesus, meu filho...”, ela se aproxima, levanta-o com ternura, sopra devagarinho no joelho, limpando a terra com cuidado...  Jesus continua a chorar e Maria, com voz carinhosa, o tranquiliza  “Pronto... agora a mãe dá um beijinho e a dor vai passar”!  Maria assim faz, dá um beijo no joelho, abre os braços, aperta o filho contra o peito e alegre exclama  “Já passooou!”                                                                                                      
E como por encanto... a dor passou!  Jesus para de chorar e volta a brincar!
Este “milagre” que as mães conseguem realizar, tem hoje uma explicação científica! Ao dar amor, a mãe produz Ocitocina – o hormônio do amor – que por sua vez leva o filho a produzir Endorfina, que adormece a dor  e dá uma bela sensação de prazer!
Que ao terminar 2016 – com tantos machucados – estejamos dispostos, no novo ano, a dar mais amor, mais ternura, mais carinho, a dar ao próximo um abraço “ocitocínico” e o “beijo de mãe”... que cura as feridas!!!


Tony Correia
* Com um pouco de liberdade poética.

©1980 Adepi - Arte e Desenvolvimento Profissional e Interpessoal Ltda* Tony Correia.com.br * Todos os direitos reservados